Entre erros e Acertos

A paixão pode ser extremamente autocrática, no entanto, é um sentimento incrível de se viver e ao mesmo tempo, perigosíssimo se fora do tempo. 

A paixão se difere do amor, este último enxerga os defeitos e os problemas – o amor não é cego. A paixão porém, encanta-se pelo que ouve, pelo que vê e por muitas vezes se decepciona como uma miragem do todo que se desejava. Alguém disse: “não troque o certo pelo duvidoso”; não ande por vista. 

Viver é um constante caminho entre erros e acertos, viver é uma escolha. E, claro, se é que “vale tudo para ser feliz”, então que se esteja lúcido aos efeitos da decisão tomada; que se sinta seguro e realizado diante dos resultados futuramente reverberados

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s